Arquivos mensais: julho 2014

5 razões para contratar um seguro viagem

O brasileiro nunca viajou tanto! Seja para o Brasil ou para o exterior, de navio ou de avião, pessoas de várias classes econômicas têm procurado pacotes de viagens e passagens para conhecer novos lugares, visitar amigos ou até trabalhar! Apesar desse crescimento com os gastos em turismo, várias pessoas ainda insistem em embarcar nessas aventuras sem contar com um Seguro Viagem. Em muitos casos, essas pessoas também se arrependem de não tê-lo feito!

Vamos analisar alguns imprevistos que podem surgir em qualquer viagem para entender porque vale tanto a pena contar com esse seguro! Não deixe de ler esse artigo antes de embarcar!

Nunca se sabe o dia de amanhã

“O amanhã a Deus pertence”, já dizia o ditado! A verdade é que nada é completamente como a gente planeja! Em uma viagem – ou antes dela – pode acontecer uma infinidade de situações e imprevistos. Você pode ter que cancelar ou adiar a viagem por um problema de força maior, pode perder alguma diária no hotel, ter problemas com a bagagem, como roubo ou dano, entre outros. Analisando todas essas possibilidades, não há motivo em não contratar um seguro viagem!

Assegurar seus pertences é muito importante

As companhias de viagem transportam milhares de bagagens todos os dias e não é raro que alguma delas seja extraviada, danificada ou até mesmo atrasada. Caso aconteça algo com sua mala durante o trajeto, você pode contratar a seguradora e informá-la sobre o ocorrido para receber orientação e tomar as providências necessárias. Garantir seus pertences, caso qualquer situação aconteça, é essencial para ter a uma viajem tranquila!

Saúde sempre em primeiro lugar

Ninguém imagina que pode precisar de assistência médica logo na sua viagem dos sonhos, não é mesmo? Ter um seguro que tenha a cobertura de saúde pode ser necessária em qualquer lugar, mas esse seguro é imprescindível se a viagem for para o exterior, principalmente para os Estados Unidos ou pela Europa, onde os serviços médicos são os mais caros do mundo! Se você fizer uma conta rápida, vai perceber que não há a necessidade de arriscar!

É mais barato do que você imagina

Considerando todos os benefícios que um seguro viagem agrega, você pode imaginar que o seguro viagem é muito caro, mas você pode se surpreender! O preço de seguro viagem varia muito de acordo com as coberturas que são incluídas no pacote. No entanto, com um seguro viagem de preço médio você estará prevenido contra a maioria dos imprevistos que podem acontecer em qualquer lugar. Quanto será que custaria um imprevisto em um lugar desconhecido? Vale muito mais a pena contar com um seguro!

Vale a pena se prevenir!

Uma viagem envolve muitos riscos e acima de tudo, um grande investimento. Você tem horários a cumprir, de ida e de volta, faz o investimento nas reservas no hotel, sem contar as passagens! Dentre todos esses riscos, ter um seguro viagem significa ter a tranquilidade de poder ser ressarcido de todo o investimento que você fez, caso tenha que cancelar a viagem por causa de um imprevisto.

Não importa se você viaja sozinho, em família, por lazer ou a negócios, fazer um seguro viagem é imprescindível para poder aproveitar sua viajem sem ter que se preocupar com bagagem, ou com sua saúde e segurança financeira. Não dê chance para o acaso! Faça um seguro viagem antes de embarcar!

Gostou dessa dica ou tem alguma dúvida? Queremos ouvir sua opinião! Compartilhe suas experiências nos comentários abaixo e continue acompanhando nosso blog!

Newsletter

Por que é uma ótima escolha o plano de previdência privada antes dos 30 anos?

Quando ainda somos jovens, o tempo em que precisaremos desfrutar de uma renda mensal estável para viver confortavelmente, muitas vezes parece distante e irreal. No entanto, abrir mão de uma pequena parte da renda logo no início da carreira pode ser a maior garantia de uma vida muito mais tranquila após a aposentadoria.

Não é raro que as pessoas comecem a investir em um seguro de previdência privada somente após os 30 anos.

Mas elas podem se surpreender quando descobrem as vantagens de iniciar antes disso.

Definindo prioridades

Faça uma rápida pesquisa e comprove: as principais fontes de informação irão te retornar a afirmação de que o melhor momento para começar um plano de previdência privada é agora mesmo. Ou seja, o mais cedo possível!

Até os 30 anos, grande parte das pessoas está de olho em investimentos como educação, casa própria e automóvel. Mas separar uma pequena parcela da renda nessa época não irá comprometer tanto o orçamento e poderá trazer benefícios muito maiores no longo prazo.

Começar mais cedo aumenta as chances de manter o padrão de vida ou até mesmo incrementá-lo durante a aposentadoria, lembrando que o ideal é que a renda esperada possa manter o mesmo nível por pelo menos 30 anos.

Expectativa de vida maior

Você sabia que a tendência é que a expectativa de vida das pessoas aumente cada vez mais em função dos avanços da medicina?

Isso significa que, quanto mais dinheiro você tiver economizado e investido durante a juventude, mais tempo poderá aproveitar sua aposentadoria sem precisar diminuir o padrão de vida.

Aportes reduzidos

Uma das principais vantagens de começar a previdência privada antes dos 30 é que as contribuições mensais são bem menores.

Com isso, ao invés de comprometer uma parcela substancial da sua renda após os 30, você já pode ir abatendo uma parte bem menor um pouco antes. Agir assim favorece a disciplina dos investidores, que não irão sentir desânimo em continuar com a contribuição rigorosamente até a época de resgate do fundo.

Rendimentos aumentados

Outra vantagem é que, com o tempo agindo a favor do investidor, os juros compostos irão fazer grande diferença no rendimento dos valores investidos.

Ou seja, quanto antes você começar, maior retorno terá sobre um mesmo investimento.

Descontos oportunos

Quando sua renda começa a crescer ao longo dos anos, pode ser que você comece a avaliar outras opções de investimento.

Em função disso, quanto antes você começar sua previdência privada, maiores são as chances que a operadora do plano faça ofertas atrativas de taxas para mantê-lo na carteira por mais tempo.

Na prática

Para entender melhor, veja um exemplo prático: caso você queira acumular cerca de R$ 400 mil reais até os 65 anos, será preciso contribuir com cerca de R$ 300 por mês para a previdência privada desde os 30 anos, considerando os rendimentos médios no mercado.

Mas, caso você queira desembolsar esse mesmo valor mensal, começando aos 40, o valor obtido ao final será somente de R$ 200 mil.

E agora? Ficou mais claro as vantagens de começar o seguro de previdência privada? Acesse nosso website e saiba como nossos planos podem te ajudar a planejar melhor seu futuro.

Newsletter

Seguro Saúde x Seguro de Vida: você sabe a diferença?

No Brasil o mercado de seguros privados aumenta exponencialmente. De acordo com a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), foi registrado um crescimento de 15% nos últimos anos de todos os tipos de seguros privados. Com tanta oferta, fica difícil do consumidor registrar apropriadamente todas as nuances em relação aos seguros. Uma das dúvidas mais comuns é referente à diferença entre seguro saúde e seguro de vida.

Sem tempo para pesquisar e na pressa de conseguir uma cobertura, o requerente compra o que vê pela frente e acredita estar seguro de todos os problemas quando assina com uma operadora de seguros. Não é bem assim.

É preciso se informar corretamente antes de assinar um contrato. E, para lhe ajudar, vamos explicar neste artigo as diferenças entre seguro saúde e o seguro de vida.

O que é seguro de vida?

Seguro de vida é o resguardo que todos procuram para prevenir financeiramente riscos e imprevistos pessoais e que possam afetar sua família. O vínculo é instaurado por meio de uma apólice feita com uma empresa seguradora. O seguro de vida irá amparar sua família em caso de falecimento ou também poderá receber os benefícios do contrato em caso de invalidez permanente ou doença grave.

Além da cobertura principal e obrigatória (por risco de morte), um contrato de seguro de vida pode contemplar outras garantias complementares, como incapacidade temporária e desemprego.

Seguro saúde

O Sistema Único de Saúde (SUS) é o sistema de saúde público do Governo Federal que, juntamente com outros programas federais, estaduais e municipais, tenta garantir saúde ao povo. Infelizmente, muitas coberturas necessárias não são realizadas ou demoram demais por esses meios, o que leva as pessoas a procurarem alternativas para se garantir em caso de doença ou injúria.

Uma das opções é o seguro saúde, destinado a proteger o segurado e seus dependentes em situações de enfermidades e lesões acordadas em contrato. A seguradora efetua a cobertura por meio de pagamento direto as instalações médicas utilizadas pelo seu cliente ou oferecendo reembolso dentro dos sinistros previstos na cobertura.

Diferença entre seguro saúde e seguro de vida

É muito comum encontrar pessoas que confundam os serviços de seguro saúde e do seguro de vida. Acreditando que ambos oferecem as mesmas coisas. Não é verdade. Cada um deles possuem objetivos bastante distintos.

O seguro de vida tem como finalidade garantir financeiramente a estabilidade dos beneficiários em contrato, durante um determinado período, nos casos de invalidez permanente ou morte.

Enquanto que o seguro saúde evidencia algumas precariedades da saúde pública e fornece os meios para garantir um atendimento adequado ao seu cliente e, ao mesmo tempo, resguardando seu patrimônio de gastos elevados com tratamento médico. Tudo isso graças a uma rede de hospitais contratados ou realizando reembolso ao segurado.

O que pode aproximar os serviços de ambos é a enorme variedade de produtos que esses seguros criaram para atrair e melhorar seus serviços diante do consumidor que cada vez exige mais.

Um exemplo claro disso, é o fato de que o seguro de vida agora oferece cobertura nos tratamentos médicos também em caso de invalidez por tempo determinado e não apenas em casos permanentes. Algo mais comum nos seguros de saúde.

Lembrando que, mesmo sabendo agora a diferença dessas duas modalidades de seguro, o mais correto é consultar um corretor de seguros de sua confiança para lhe indicar qual serviço se adapta melhor às suas necessidades.

Newsletter

Como contratar seguros para a minha empresa?

Você tem ou está pensando em abrir uma empresa? Mais cedo ou mais tarde, e que seja mais cedo, precisará contratar um seguro para ela. Nenhum empreendedor pode se dar ao luxo de deixar sua forma de sustento exposto aos diversos riscos do dia a dia. Não obstante, alguns seguros são obrigatórios por lei, e devem ser contratados. Embora a maioria seja facultativa, é sempre bom contar com os serviços de um bom seguro para sua empresa. Evidentemente, essa não é uma tarefa fácil de ser concluída.

E para lhe ajudar nessa missão, este artigo irá apresentar tudo que você deve saber na hora de contratar seguros para sua empresa. Confira:

Principais seguros

São três as áreas que não podem ficar desprotegidas em uma empresa sobre pena de problemas futuros. Seguem-as abaixo:

Seguro de danos à empresa por motivos adversos exige cobertura para: bens (prédios e equipamentos), roubo, incêndio, valores, mercadorias em trânsito, seguro de crédito e veículos automotores.

Outro importante é o seguro que protege o empregador e seus empregados contra: seguro de acidentes pessoais e doenças, saúde empresarial, seguro de vida empresarial, plano de previdência empresarial e seguro de proteção de renda.

E, finalizando, os seguros de responsabilidade civil (RC), dos quais muitos são obrigatórios como o DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre ou por sua Carga a Pessoas Transportadas ou Não).

Mas existem outros não obrigatórios a se considerar como: RC de guarda de veículos de terrestres, RC do empregador, RC de estabelecimentos comerciais e RC de prestação de serviços.

Seguros obrigatórios

E falando nos seguros que são obrigatórios, vamos abordar alguns deles agora. Assim, você poderá vislumbrar melhor as possibilidades de cada um e suas necessidades.

Em relação aos seguros obrigatórios, o segmento de cada empresa irá determinar quais seu empreendimento precisará. A maioria deles encontra-se no artigo 20 do Decreto-Lei 73, de 1966, disposto sobre o Sistema Nacional de Seguros Privados. Com o passar dos anos, outros seguros obrigatórios juntaram-se a ele. Aqui, obviamente, iremos dispor apenas dos seguros referentes as empresas, pois outros de diferente natureza compõem as leis vigentes. Veja:

Seguro rural obrigatório, Seguro obrigatório de Edifícios Divididos em Unidades Autônomas, Seguro obrigatório Contra Riscos de Incêndio de Bens Pertencentes a Pessoas Jurídicas e Seguro de Acidentes de Trabalho (SAT).

Estes são os principais seguros empresariais e que, dificilmente, seu negócio não terá a obrigação de fazê-los.

Como contratar esses seguros para minha empresa?

Se você já identificou quais os seguros que a sua empresa precisa, chegou a hora de contratar o serviço de cobertura.

E a boa notícia é que não há necessidade de procurar uma apólice para cada uma dessas exigências. Existem seguros em forma de “pacotes” ou combinadas, conhecidas como “multirriscos”. Todas reúnem os seguros descritos neste artigo e outros que podem ser necessários para sua empresa.

São essas as apólices que você deve procurar e encontrar a mais adequada para o seu negócio. E, caso não encontre nenhuma que cubra tudo que precisa, algumas seguradoras personalizam suas apólices para se adaptar às suas necessidades.

Neste caso, solicite uma avaliação por parte da seguradora para determinar o quanto de cobertura sua empresa precisa.

Assim poderá excluir alguns riscos que não demonstram maiores ameaças de sua cobertura e diminuir o preço da apólice. Mas lembre-se sempre da forma de segurança “risco total”. Para todo item enquadrado dessa maneira, se a cobertura for feita por um valor insuficiente, em caso de sinistro, o prêmio retornado pela seguradora será equivalente ao pagamento.

Ou seja, se decidir pagar 80% do valor da apólice para o item “x” e ele sofrer sinistro, receberá como prêmio 80% de seu valor e não o total.

Documentos e informações solicitadas para contratar o seguro

Um formulário será entregue para preenchimento, assim como as informações sobre o nome da empresa, endereço, tipo de negócio, detalhes do risco a ser segurado e possíveis sinistros anteriores ocorridos.

Não oculte nada da seguradora, pois se algo for revelado posteriormente, ela pode considerar a apólice inválida e cancelar seu prêmio em caso de sinistro.

Pagando o seguro

Existem duas formas de pagamento: em parcela única ou em parcelamento mensal. Preste atenção nos juros para essa segunda forma de pagamento. E, caso tenha convicção plena de que sua empresa precisa de mais de um ano de cobertura, negocie ofertas com a seguradora. A maioria dos empreendedores realiza apólices de um ano apenas e a possibilidade de um prazo maior anima as seguradoras. Pechinche!

Agora você sabe o que deve fazer e pesquisar para contratar uma apólice de seguros para o seu empreendimento. Siga essas dicas para não deixá-lo desprotegido.

Newsletter

Quais seguros eu preciso fornecer aos meus funcionários?

Oferecer seguros como benefício para funcionários é prática cada vez mais adotada por empresas como estratégia de retenção de talentos.  Entre as opções de seguros que você pode oferecer para os colaboradores da sua empresa estão o seguro de vida, de saúde, odontológico e viagem, entre outros. Confira algumas das vantagens:

Seguro de vida

Fornecer um seguro de vida empresarial é uma das melhores formas de motivar seus colaboradores ao mostrar que se preocupa com o bem-estar deles.  Entre os benefícios oferecidos pelo seguro de vida em grupo estão cobertura por morte, indenização especial por acidente (IEA); indenização por invalidez permanente, total ou parcial, por acidente (IPA); invalidez funcional permanente total por doença (IFPD) e cobertura para cônjuge e para filhos.

Seguro de acidentes pessoais

Há, ainda, a opção de contratar uma assistência para acidentes pessoais coletivos. Este tipo de seguro cobre morte acidental e indenização por invalidez permanente, total ou parcial, por acidente (IPA). Entre os benefícios adicionais (e que também valem para o seguro de vida) estão o serviço de assistência funeral, assistência cesta básica e assistência domiciliar.

Seguro saúde

Oferecer um plano de saúde corporativo para seus colaboradores é uma forma de fidelizá-los e engajá-los na cultura corporativa da sua empresa. Um diferencial é optar por um modelo completo, com cobertura ambulatorial, obstetrícia e hospitalar para todos os segurados, além de cobertura integral para consultas, urgências, radiologia, controle da atividade das doenças e diagnósticos.

Seguro odontológico

Oferecer um seguro odontológico para seus colaboradores é um benefício extra que faz toda a diferença. Quanto mais motivados estiverem seus funcionários, mais produtiva será sua empresa. Outras vantagens que podem ser oferecidas junto com o seguro odontológico estão coparticipação opcional para dependentes e descontos em vários estabelecimentos na compra de medicamentos.

Seguro de viagem para colaboradores

Seus colaboradores viajam muito? Então vale a pena contratar um seguro de viagem para que eles viajem com tranquilidade e protegidos.  O seguro cobre acidentes pessoais, cancelamento de viagem, interrupções, extravio de bagagem e serviços 24 horas, como assistência odontológica e médica, além de remoção inter-hospitalar.

Seguro de automóvel para colaboradores

Outro seguro interessante para fornecer para seus colaboradores é o de automóvel. Entre as vantagens para a companhia está, em algumas opções, palestras de direção defensiva e programa de apoio psicossocial para os funcionários. Já seus colaboradores poderão contar com descontos exclusivos, serviços diferenciados e condições especiais para pagamento.

Na hora de contratar os seguros, busque por uma empresa confiável, que tenha parceria com as principais operadoras e seguradoras do mercado e que ofereça à sua companhia assessoria completa não só na contratação, mas que também orienta em relação à gestão de benefícios mais adequados para a companhia, de acordo com seu porte e necessidades. Busque uma empresa que ofereça a possibilidade de criar e customizar planos empresariais ou melhorar aqueles que você já tem.

Cuidar da saúde e da segurança dos seus funcionários faz toda a diferença para sua empresa que, além de conquistar melhor reputação no mercado, certamente irá reter mais talentos, atraídos, entre outros pontos, pelos benefícios oferecidos.

Newsletter

5 passos para escolher um bom seguro de vida

As pessoas acordam todos os dias para ir trabalhar e garantir sua estabilidade pessoal e para sua família. Segurança financeira é uma das metas de todos os homens e mulheres no mundo para seus filhos e as pessoas que amam no caso de algum problema mais grave surgir. Uma das formas de obter essa estabilidade é realizando um seguro de vida. Infelizmente, um bom seguro de vida não é um artigo de compra fácil de fazer.

Para tanto, várias informações precisam ser colhidas. Não existe essa de simplesmente contratar o primeiro seguro de vida que aparecer. Pensando nisso, este artigo traz até você relevantes passos na escolha de um bom seguro de vida.

Conhecendo as operadoras de seguro de vida

Ninguém contrata um produto sem conhecer seu fabricante e este é o primeiro passo a ser dado: conhecer as operadoras de seguro de vida e o que cada uma têm a oferecer.

Pesquise seus preços, condições de pagamento, vantagens e ofertas e, principalmente, a idoneidade da empresa. Acesse sites fiscalizatórios, como o da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) – Órgão governamental responsável por todos os assuntos referentes a seguro, inclusive o de vida.

Lá você poderá tirar dúvidas sobre a legislação brasileira e saber mais sobre as operadoras de seguro de vida.

Veja abaixo algumas principais seguradoras em atividade no país:

Porto Seguro;

Sul América;

Mongeral Aegon;

Icatu;

Mapfre;

E MetLife.

Analise suas reais necessidades

Não entre em contato com uma operadora de seguro de saúde para tratar de seguro de vida. Pode até acontecer, mas não é o correto.

É sensato também não acreditar que possui uma apólice de seguro de vida simplesmente porque assinou um contrato da modalidade “coletiva” na empresa em que trabalha. Raramente este tipo de cobertura providencia tudo de que realmente precisa, portanto, você talvez precise de um seguro de vida com mais opções, sim.

Uma análise adequada também o poupará de coberturas que não serão utilizadas.

Conhecer os tipos de cobertura de seguro de vida existentes

Mesmo sendo o mais comum e adquirido pelos consumidores, a cobertura para morte, que pagará os beneficiários com a indenização definida na apólice, também há no mercado outras opções de seguro de vida. Veja:

Morte por acidente, invalidez permanente total ou parcial por acidente (IPA), doenças graves (DG), diárias por internação hospitalar (DIH), diárias de incapacidade temporária (DIT), invalidez laborativa permanente total por doença (ILPD), invalidez permanente por acidente majorada (IPAM) e invalidez funcional permanente total por doença (IFPD).

Veja quais dessas coberturas você realmente precisa antes de contratar seu seguro, e efetue uma compra combinada. Entre as opções mais conhecidas estão prestamista, viagem, habitacional, educacional e dotal.

Mercado de seguros de vida aquecido

O mercado de seguros aquecido representa uma excelente oportunidade para os consumidores. Mais opções à venda significa mais chances de escolha.

Em planos individuais, modalidade mais presente com o mercado em alta, as coberturas são muito maiores do que em apólices coletivas. Mas é sempre bom lembrar que todas as operadoras possuem exclusões ao seguro e detalhes contratuais que precisam de muita atenção.

Verifique os riscos de exclusão do seguro

Na contratação leia com atenção total as normas, localizadas nas condições gerais da operadora sobre exclusão do seguro. Não oculte nenhuma doença da operadora ou condição prévia que pode resultar em caso fatal da seguradora. Isso pode dar motivo ao não cumprimento do contrato.

De posse dessas informações, você está apto a contratar o melhor seguro de vida, de acordo com as suas necessidades.

Newsletter